quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Senadores aprovam continuidade de doações ocultas; saiba quem votou a favor e quem votou contra




Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília






Os senadores decidiram nesta terça-feira (15) que as doações para políticos devem continuar ocultas até o dia da eleição. O eleitor só saberá quem doou para cada candidato só depois de ter votado.






Atualmente, o político só é obrigado a fazer declarações genéricas antes da eleição. Nessas declarações, o candidato não é obrigado a divulgar quem são os doadores. Os partidos, por sua vez, só devem fazer as declarações no ano seguinte à eleição, o que dificulta a fiscalização das contas pela Justiça Eleitoral.






Pela emenda rejeitada, de autoria do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), os eleitores teriam acesso a uma lista com os doadores de cada candidato entre os dias 6 e 30 de setembro. O texto rejeitado também obrigava os partidos a declararem as doações antes das eleições realizadas no mês de outubro.








VEJA


A LISTA


DOS SENADORES



QUE PREFEREM



OCULTAR O NOME DOS SEUS



DOADORES A FIM DE ESCONDEREM SEUS VÍNCULOS COM INTERESSES



EMPRESARIAIS, PRINCIPALMENTE EMPREITEIRAS,



O QUE OS DESCARACTERIZAM COMO REPRESENTANTES DO POVO
































Veja abaixo a lista dos senadores que votaram contra e a favor dessa emenda.



UOL Celular


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial